domingo, 1 de agosto de 2010

Violencia oculta

Hoje estamos vivendo num mundo muito desumano, pois só vemos violências, de todas as espécies, além da violência física temos também a violência da natureza, das misérias sociais. Mas tem um tipo de violência que poucas pessoas falam ou notam, mas que também é muito devasta para as pessoas em geral; a violência das pessoas que destroem a vida alheia com comentários e fofocas, infelizmente quem vive nas cidades pequenas não tem as outras violências, mas tem esta, que é muito difícil conviver com ela. A cidade pequena é o pior lugar do mundo para se viver em relação a isto. Você deixa de viver, pois tudo que faz é monitorado pelos outros. Tem um monte de pessoas que não fazem nada além de cuidar vida alheia, inventa cada coisa que nem o "diabo" acreditaria. Que prazer estas pessoas tem em cuidar da vida dos outros, a nossa vida já é bastante complicada. Sabe aquele tipo de pessoa que não faz nada na vida para crescer espiritualmente, fazer a vida ter um sentido,vivem sem evoluir tanto intelectualmente com espiritualmente.O que me dá mais nojo é quando vejo estas pessoas, elas são falsas, hipócritas e se faz de boazinha, sempre estão procurando ajudar alguém por pura falsidade,querem ter um motivo para estar presente na vida de alguém, para falar ou seja inventar coisas, pois esse tipo de pessoa nunca fala nada que se aproveita, elas são inutéis e vazias. Não fazem nada e tem inveja de quem faz, pois esta é a única maneira que encontro para explicar esse tipo de comportamento. Na minha rua tem um monte assim, só sabem cuidar da vida das pessoas, pior que todo mundo acredita, gente fico perplexa, pois vamos analisar a vida de uma pessoa que trabalha, estuda, passa o dia ocupada com um monte de afazerem, mais curiosos que as pessoas acreditam no que estas pessoas falam, verdade seja dita, quem acredita num tipo assim é tão sem carácter como a pessoa fofoqueira. Acho que o mundo está precisando acabar, e vir um nova geração bem melhor que esta aqui..... se fosse possível fazer uma faxina na terra poucas gente sobraria, na cidade em que moro então, seria varrida do mapa, pois sobraria tão pouco para contar nos dedos das mãos e ainda sobraria dedos. Sinto nojo quando olho e vejo estes tipos, sempre estão observando para dar o bote, parecem felinos sondando sua presa.O que me deixa revoltada que nada acontece com esse tipo de pessoa, não existe justiça nem na terra e nem a tal de justiça divina que não acredito.Pois estão sempre bem, rindo com a infelicidade alheia, não vejo nada acontecer na vidas destas pessoas que façam elas pagarem por sua língua ferina. Por isso que há muito deixe de acreditar em coisa divinas. Esse tipo de violência destroe vidas,amores, amizades, sonhos, trazem dores, separações, tristezas e até mesmo doenças, pois as pessoas que são obrigadas a conviver com essa maldade ficam enfermas, além da descrença que exista alguém confiável, pois os lixos podres da humanidade, tiram a capacidade de acreditar que tem alguém diferente.

Um comentário:

  1. Procurando blogs encontrei o seu e gostei muito. Olha eu também vivo numa cidade pequena no interior de Minas, e aqui é como sua cidade.Infelizmente esse tipo de pessoa tem demais no mundo. São pessoas vazias que não fazem nada de construtivo para a humanidade. Pergunte se um fofoqueiro quer passar um dia num lar de idoso, numa creche,orfanato, limpar sua rua e seu bairro, as margens de um rio, jamais vc irá encontrar um em qualquer movimento social ou de solidariedade. Mas no fundo são pessoas infelizes, invejosas, incapaz de fazer algo por si mesmo e invejam quem faz.Você é capaz de construir um mundo melhor, jé eles ficam vendo e fazendo criticas enquanto os outros constroem. beijos

    ResponderExcluir

Todos os comentários são muito bem vindos. Comentários com conteúdo racista ou preconceituosos não serão aceitos. Gostaria que assinassem, para que eu possa responder a todos. Muito obrigada.