quarta-feira, 21 de julho de 2010

A matemática do amor

Mais um dia,levantar cedo, trabalho, é a rotina da vida. Hoje fui ao médico e continuo um pouco gorda, isso me deixa mais chateada, quero ficar magra. Mas o doutor tenta me animar, diz que estou bonita que preciso de um amor, como se fosse fácil ter uma amor nos tempos actuais. Tentei explicar que o amor não existe no mundo actual,mas segundo meu medico estou procurando um príncipe encantado ou algo fora do normal. Mas na realidade eu não estou procurando nada, pois sei que não vou achar. As pessoas não entendem minha maneira de pensar, sou chata, insuportável na visão de muito gente idiota, e isso também se aplica aos homens.Sendo honesta viver em cidade pequena é a pior merda que existe, talvez se eu morasse numa cidade grande, eu seria outra pessoa, na cidade pequena as pessoas são idiotas, vivem a vida dos outros e não vivem a delas, isso se torna difícil até para o convivo social. Mas voltando ao amor, estou sem vontade de perder tempo com pessoas fúteis, parece que só conheço esse tipo, cada um mais horroroso que outro. Outro dia fiquei tão decepcionada com uma pessoa, que senti nojo quando ouvi sua voz por telefone,sabe quando você quer uma pessoa para ser seu amigo ouvir suas desilusões com a vida, mas nem para isso serve, pobre de quem precisa ouvir um conselho de alguém, não vai encontrar uma pessoa com essa capacidade de ouvir. Mas voltando ao amor, seria como encontrar água no deserto, pois é muito raro hoje quem ama de verdade. As pessoas não amam ninguém mais, apenas fazem uma troca, todos que falam que são amados podem ter certeza existe algo em jogo, pode ser poder, submissão, dinheiro.Como sou franca e não tenho nada para oferecer além de mim, o jogo não tem graça, amar hoje exige uma matemática financeira e quem não quer fazer parte dessa matemática fica fora do jogo. Alguém viu uma pessoa franca que diz tudo que pensa na cara dos outros, amando e sendo amado, duvido.... Eu não conheço, se tem é porque está sem vontade de mudar a vida, se acomodou com a situação em que vive.

4 comentários:

  1. Parabéns eu concordo com vc, o amor hoje é interessado, não existe amor puro e verdadeiro

    ResponderExcluir
  2. O verdadeiro amor é multiplicação,a soma de duas vidas, infelizmente não existe mais hoje.

    ResponderExcluir
  3. Frida, tb vivo numa merda de cidade que todos cuidam da minha vida, e por isso sou infeliz pois deixo de viver.

    ResponderExcluir
  4. Frida tudo na vida tem um preço, até o amor.Não vai pensar que amar é simples, pelo contrário é muito dificil e exige uma matemática de muitos erros e acertos.

    ResponderExcluir

Todos os comentários são muito bem vindos. Comentários com conteúdo racista ou preconceituosos não serão aceitos. Gostaria que assinassem, para que eu possa responder a todos. Muito obrigada.