quinta-feira, 1 de abril de 2010

A carta de Pero Vaz de Caminha hoje seria diferente

Olha se Pero Vaz de Caminha, fosse escrever uma carta aqui em Porto Seguro seria para falar de amores,
paixões e outras coisas, que aliás seria um"Best Sellers" de sucesso no mundo todo. A cidade cheira aventura também com uma beleza daquela quem não sente inspirado para amar sob aquela beleza natural do lugar. Olha a paixão e o ciúme que rola no clima caliente: Uma pobre amiga que está ali só com a finalidade de ganhar dinheiro e mais nada, passa por essa situação que me fez rir muito. Ela é bonita tem o tipo físico da região, coisa que eu não tenho pois sou muito clara. A pele morena da cor do cacau despertou o fogo da paixão do baiano com cara de Dom Juan, parece até personagem do Jorge Amado, cara de conquistador mesmo, só que surge nesse cenário de desejo e volúpia, um gaúcho de pele clara, de boa conversa e também um dom Juan de primeira linha, para o enredo de ciúmes que paira no ar da Costa do Descobrimento, e a pobre da moça passa ser ofendida por parte do baiano ciumento e o gaúcho se sente garanhão da conquista, seu papo de Dom Juan vai longe né. Detalhes sórdido do romance, a pobre da moça não ficou com nenhum dos dois, mas passou dia ouvindo cada uma do baiano que me fazia rir muito. Homem baiano além se ser bonito é ciumento viu moça, se cuida, pois essa história tem ter um final caliente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários são muito bem vindos. Comentários com conteúdo racista ou preconceituosos não serão aceitos. Gostaria que assinassem, para que eu possa responder a todos. Muito obrigada.